Método do Dois Dias

  • Método do Dois Dias é um novo método que apresenta a relação entre os sinais fisiológicos e a fertilidade foi desenvolvido, registrado e comercializado pelo Instituto para a Saúde Reprodutiva, Georgetown University, USA

  • É uma outra abordagem para interpretação dos sinais fisiológicos que são mais fáceis de se ensinar, aprender e usar.

Como funciona o Método dos Dois Dias?
  • Monitoramento diário da presença ou ausência de secreções para determinar se a mulher pode engravidar.

  • Isto é feito fazendo duas perguntas a si mesma:

    • (1) Eu observei alguma secreção hoje?

    • (2) Eu observei alguma secreção ontem?

      • Se ela notar alguma secreção ontem ou hoje, então é provável que ocorra uma gravidez se houver relação hoje

      • Se não foi observada secreção no dois dias, então não é provável que ocorra gravidez hoje

  • Mulheres são instruídas a monitorar suas secreções a cada tarde e noite, pela sensação OU pela observação visual

Algoritmo do Método dos Dois Dias
Outras Instruções
  • Mulheres também são orientadas a consultar seu médico se ela observar secreções por mais de 14 dias consecutivos, para avaliar a possibilidade de infecção.

Outras Observações
  • O Método do Dois Dias também pode ser adequado para mulheres analfabetas.

    • Não necessita que as mulheres tenham muito conhecimento sobre a fase fértil

  • Mas a confiança também está em questão

  • Supersimplificado

Comentários Adicionais
  • Ignora a Ciência da Ovulação

    • Pesquisa de Brown & Odeblad

  • Não permite os 3 dias após o Ápice

    • Ovulação pode estar atrasada

    • Cérvix ainda aberta

  • Mulheres com PBI de fluxo sem mudança devem abster-se, porque apresentam “secreção” diariamente.

Eficácia

Estudo clínico do Método de Dois Dias, na Guatemala, Peru e Filipinas, o uso típico do método resultou em 14 gravidezes por cada 100 mulheres, em um ano. Das mulheres que usaram o método corretamente (ou seja, que se abstiveram de sexo nos dias férteis), 4 de cada 100 engravidaram em um ano (15). Depois de receberem orientação sobre como fazê-lo, a maioria das participantes (mais de 96%) pôde detectar a presença ou ausência de secreções cervicais. Mas os índices de continuação ao final de um ano foram de apenas cerca de 53%. Entre as que tiveram que sair do estudo antes do final, o maior grupo (cerca de 16%) era de mulheres cujos ciclos eram mais longos do que a faixa permitida pelo estudo, ou então que não conseguiram seguir o protocolo. Outras 10% das mulheres participantes abandonaram o estudo porque engravidaram, e o restante das mulheres saiu por outras razões (15)

Sede Nacional

Av. Bernardino de Campos, 110 cj.12
São Paulo, SP 04004-040
Tel: 11-3889-8800
Email: cenplafamwoombbrasil@gmail.com

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon